Buscar
  • Marcos Koslopp

Como evitar que o e-mail marketing caia no Spam

Quando você estiver desenvolvendo uma campanha de e-mail marketing, além de se preocupar com quais conteúdos você vai disparar para os diferentes leads da sua base, se deve utilizar uma linguagem mais formal ou informal, quantos links que redirecionem a pessoa para o seu site inserir ao longo do texto, você também deve ficar atento para que a sua mensagem não acabe caindo na caixa de spam do seu lead.


Provavelmente você e a sua equipe responsável pela criação e disparo dos e-mails marketing não tem a intenção de importunar seus clientes com mensagens indesejadas, pois ninguém gosta de ser importunado e você está tentando engajar seus clientes e qualifica-los até ser o momento certo de abordá-los com a proposta de venda.


Então para que você não corra o risco deperder um cliente por causa de uma mensagem indesejada, vamos te explicar o que é um e-mail Spam e como evitar que as suas campanhas recebam essa classificação:


O que é o Spam?


Spam é o termo utilizado para se referir a uma prática utilizada por um grande número de empresas que consiste em disparar para os seus contatos e-mail com conteúdos os quais não foram solicitados ou não são do interesse deles.


Essa ação acabou recebendo esse nome em referência a uma antiga esquete feita pelo programa de humor britânico Monty Python. No episódio em questão, os personagens vão comer em um restaurante e percebem que, no cardápio, é oferecido uma variedade de comidas enlatadas na marca SPAM, apesar de que os clientes daquele lugar nunca pedirem esses produtos.


O que acontecia ali tratava-se de uma oferta forçada de produtos que o estabelecimento queria vender a todo custo. Seria isso uma parceria do restaurante com a fabricante de enlatados americana?


Isso não sabemos, mas o que concluímos é que, como acontece a mesma situação com as mensagens indesejadas, os desenvolvedores dos servidores de e-mail decidiram por utilizar essa alcunha.


Quais os problemas que o Spam pode causar para o seu negócio?


Existem algumas situações nas quais as campanhas de e-mail acabam sendo consideradas mensagens de Spam:


· Disparo em massa de propagandas do seu produto ou negócio;

· Mensagens enviadas em um curto espaço de tempo por um baixo custo;

· O conteúdo das mensagens não tem a ver com o que o cliente está buscando;

· Envio mensagens que o cliente não concordou em receber.


Quando a sua mensagem é marcada como Spam, gera uma situação desfavorável para o seu negócio, pois o nome da sua empresa perde credibilidade com estes clientes que foram abordados da maneira errada e a partir deste momento, perderão o interesse em abrir os e-mails enviados por você.


Fora que essa prática lhe custará tempo e esforço da sua equipe, que poderiam estar investindo na criação de conteúdos que sejam verdadeiramente impactantes e gerem altas taxas de engajamento e conversão, e dinheiro propriamente dito, afinal de contas você está pagando para essas campanhas irem ao ar.


Como evitar que as suas mensagens caiam na caixa de Spam

Agora que você já entende o que são as mensagens Spams e porque elas são tão prejudiciais para o seu negócio, vamos te dar algumas dicas para tornar as suas campanhas de e-mail “imunes” a tag de Spam:


Obtenha a permissão de seus clientes para enviar e-mails a eles: Antes de começar a enviar qualquer tipo de mensagem, conteúdo ou material para o seu cliente, você precisa ter a permissão dos mesmos para fazer isso. Mas como conseguir essa permissão?


Através da concordância com a Política de Privacidade da sua empresa, que deve estar disponível para a consulta, para que o seu cliente entenda o que pode ou não pode ser feito por você a partir do momento em que ele disponibiliza seus dados de contato – em especial o endereço de e-mail.


Se o se o cliente aceitar esses termos, então você pode enviar suas mensagens sem receio!


Disponibilize um link para descadastro: Por mais que você não queira que seus clientes se descadastrem da sua lista de e-mails, permitir que o destinatário tenha a liberdade de decidir se quer continuar ou não recebendo conteúdos da sua marca mostra que você realmente se preocupa com a opinião do mesmo e não está apenas tentando enfiar seus produtos ou serviços goela abaixo.


Esse link pode ser inserido ao final do texto ou estão no rodapé, com um tamanho que não compita com as outras informações, mas ainda esteja visível.


Escreva mensagens personalizadas: É muito fácil para o cliente perceber quando uma mensagem é escrita especificamente para ele ou quando é um texto genérico voltado para qualquer um. E podemos afirmar que um e-mail personalizado gera muito mais impacto positivamente.


“AH, mas como eu vou escrever para cada cliente meu sendo que eu tenho centenas na minha base de contatos?” Você não precisa necessariamente escrever para cada um deles, mas sim direcionar formatos específicos de acordo com o perfil do seu cliente, dessa maneira, a mensagem se aproximará do que ele gosta de ouvir.


E outro detalhe que deixa a conversa mais pessoal é chamar o seu cliente pelo nome dentro do texto. Você consegue programar o seu e-mail para mudar a alcunha do seu cliente automaticamente através do comando Inserir Variável, cuja maioria dos serviços de e-mail oferece atualmente.


Crie segmentações de acordo com os gostos e comportamentos de cada cliente: Para que a dica acima funcione é preciso que você consiga distinguir os diferentes tipos de clientes que estão na sua base. E obviamente que isso se torna uma missão impossível se você não mantém a sua lista organizada.


Pegue a sua base completa de clientes e separe-os em grupos de acordo com suas principais características, por exemplo “clientes que converteram na landing page X” ou “clientes que são donos de empresas de varejo”. Assim você saberá qual campanha de e-mail é a mais adequada de enviar para cada segmentação e não correrá o risco de incomodar alguém com um conteúdo que não se aplicas as necessidades dele.


Atualize sua lista de contatos periodicamente: Ao longo da sua interação com os clientes, novos contatos entrarão, outros serão desativados, alguns mudarão seu endereço de e-mail, etc. e para que isso não atrapalhe a sua relação com eles, é importante que você verifique a sua lista periodicamente, a cada semestre, por exemplo.


Tendo o conhecimento sobre o que é Spam e sabendo como evitar que as suas campanhas de e-mail caiam nessa caixa, a eficiência da sua estratégia aumentará, assim como suas vendas.






15 visualizações0 comentário

Siga-nos nas redes sociais

  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon

Direitos reservados a Marcos Koslopp